Repórter News - www.reporternews.com.br
Educação/Vestibular
Quinta - 22 de Outubro de 2009 às 14:54
Por: Sergio Luiz Fernandes

    Imprimir


A Escola Estadual “Damião Mamedes do Nascimento”, do município de Jangada, é a primeira de Mato Grosso a concluir as obras necessárias para receber os laptops do projeto “Um Computador por Aluno” (UCA), distribuídos pelo Ministério da Educação (MEC). Todas as salas de aula, a biblioteca e o Laboratório de Informática Educativa da escola foram adaptados para o projeto. Com a conclusão da obra e instalação do mobiliário específico, a expectativa é de que o MEC envie os computadores portáveis à escola ainda este ano.

No ano passado, cinco escolas estaduais foram selecionadas pelo projeto, porém, apenas a de Jangada concluiu as obras necessárias. Com isso, deve receber 500 computadores previstos para cada uma das escolas escolhidas para este projeto piloto.

Conforme o coordenador de Formação em Tecnologia Educacional, SUFP/Seduc, Edevamilton de Lima Oliveira, a nova estrutura da escola rompe com a estrutura comercial conhecida de ambientes de salas de informática.

Na nova estrutura, em vez de cadeiras individuais, as salas contam com bancadas que mantém o aluno olhando para frente, onde está o professor. As bancadas possuem espaço para a colocação dos laptops e dos cadernos e livros do aluno. Na própria bancada existem tomadas para que o aluno recarregue a bateria do equipamento. A fiação é toda embutida.

O diretor da escola, Neri Mialho, explica que foram reformadas todas as seis salas de aula da escola, sendo que cada comporta 35 alunos. Ele informa que os professores da escola foram treinados nos cursos oferecidos pela Seduc para o uso de recursos da informática na Educação. A reforma durou cerca de quatro meses. Nesse período, os alunos tiveram aulas no salão da Igreja Católica da região. A “Damião Mamedes” está localizada na zona rural de Jangada, na Comunidade do Mutum.

Nem tudo está pronto conforme o projeto previsto. Faltam ainda as carteiras almofadadas. Enquanto estas não são providenciadas, os alunos estão usando as antigas, de madeira.

Os computadores são uma ferramenta de apoio pedagógico e vão funcionar em rede sem fio, com amplitude de cerca de 50 metros ao redor do prédio da escola. Edevamilton espera que a “Damião Mamedes” receba os equipamentos que funcionam como replicadores do sinal. Nesse caso, se um aluno morar nas proximidades da escola, seu laptop permitirá o acesso também de outros equipamentos, na mesma amplitude, formando uma rede de captação do sinal. Todos os computadores são equipados com o Linux Educacional, um software gratuito.





Fonte: Assessoria/Seduc-MT

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/152536/visualizar/