Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Nacional
Sexta - 24 de Maio de 2013 às 13:13

    Imprimir


Em uma ação coordenada pelo PMDB, a Petrobras corre o risco de ser investigada pela Câmara dos Deputados. O comando da Casa recebeu o pedido de criação de uma CPI para apurar irregularidades na estatal.

Principal aliado do PT na coalizão de Dilma Rousseff no Congresso, o PMDB está insatisfeito com o Palácio do Planalto especialmente depois da votação da Medida Provisória dos Portos.

Há ainda reclamações de cortes nos orçamentos dos ministérios comandados pelo partido, como Turismo e Agricultura. Outra insatisfação dos peemedebistas é com os arranjos estaduais para as eleições de 2014.

Dos 199 parlamentares (28 a mais que o necessário) que assinaram o pedido de CPI, 120 são da base aliada. A maior adesão foi do PMDB, com 52 assinaturas.

No pedido, os deputados pedem, entre outras coisas, análise sobre o processo de compra e venda de ativos no exterior e a situação das refinarias em construção.

O governo espera que o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), enterre a medida e a deixe na fila de CPIs, que tem outros 15 pedidos.

Diante das ameaças de rebelião em sua base, o Planalto tentará manter distância de embates com o Congresso e avalia economizar até mesmo no envio de medidas provisórias.

Congressistas têm aconselhado o governo a colocar o pé no freio. Projetos com potencial explosivo, ou de grande desgaste, devem ficar na geladeira até baixar a temperatura no Legislativo.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/19172/visualizar/