Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Meio Ambiente
Sexta - 01 de Junho de 2007 às 18:05

    Imprimir


Serão plantadas 11 mil árvores, no dia 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, em Cuiabá. A iniciativa pretende reduzir os impactos do aquecimento global. A meta do projeto "Rearborizando Cuiabá" é plantar, até o final de 2007, 100 mil mudas de árvores de médio porte.

De acordo com a organização, a ação será um recorde nacional, pois o maior plantio de mudas em um único dia registrado até agora foi de dez mil. Além de ornamentar a cidade, serão criadas áreas verdes de recreação pública. Outros benefícios são a melhoria microclimática e a diminuição da poluição, principalmente a sonora.

O professor do Instituto de Biociência da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Dalci Oliveira, pontua que as árvores no ambiente urbano têm considerável potencial de remoção de partículas e gases poluentes da atmosfera. Algumas espécies têm capacidade de filtrar compostos químicos poluentes, como o dióxido de enxofre (SO2), o ozônio (O3) e o flúor. "As plantas nativas do cerrado atrairão principalmente uma ave-fauna característica", comentou o professor.

Ele pontua que o nível de ruído excessivo nas cidades, provocado pelo tráfego e por diversas outras fontes, afeta psicológica e fisicamente as pessoas. A presença das árvores reduz os níveis da poluição sonora ao impedir que os ruídos e barulhos fiquem refletindo continuamente nas paredes das casas e edifícios, causando uma sensação de um som permanente, similar ao que sentimos ao falar numa sala vazia, sem móveis. Isto é, as árvores e suas folhas contribuem para absorver a energia sonora fazendo com que os sons emitidos desapareçam rapidamente.

O reflorestamento será feito em 30 bairros da cidade. Os bairros foram escolhidos por estarem ainda num processo de organização da infra-estrutura básica. Para o plantio, foram convocadas as associações de bairro, escolas, creches e os moradores dos bairros.

As Secretarias de Infra-Estrutura e Meio Ambiente se responsabilizaram pela produção das mudas., quantidade de terra e as instruções técnicas, como profundidade das covas, quantidade de água e locais adequados (longe da fiação elétrica, por exemplo).

No dia 4 de junho, segunda-feira, será montado um stand, no estacionamento do teatro da UFMT, durante a realização do 1º Guará Festival de Cinema Ambiental, que será aberto a partir das 19h.

O Instituto de Biociência, assim como o Ministério Público Estadual (MPE) e o Juizado Volante Ambiental, e a prefeitura são os idealizadores.





Fonte: Assessoria

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/224167/visualizar/