Repórter News - www.reporternews.com.br
Saúde
Terça - 01 de Agosto de 2006 às 12:50

    Imprimir


O tratamento ainda não é recomendado para humanos Pesquisadores norte-americanos desenvolveram uma vacina que evita o acúmulo de peso em ratos. No entanto, de acordo com especialistas, a substância não pode ser aplicada em casos de obesidade humana, mas dá pistas de como melhorar a pesquisa nesse campo.

A vacina faz com que os ratos produzam anticorpos contra o ghrelin, um hormônio que estimula a fome e o ganho de peso.

Os animais que levaram a injeção engordaram menos do que os outros ratos, mesmo tendo comido a mesma quantidade de comida.

O professor britânico Stephen Bloom, especialista em obesidade da University College London, disse que os resultados da pesquisa são interessantes, mas adverte que o tratamento pode não ser seguro com humanos.

"Por exemplo, se você desenvolver anticorpos contra algo, você não consegue se livrar deles facilmente depois. Se houver algum efeito ruim, você não pode reverter a situação", afirma Bloom, lembrando que o ghrelin pode ser encontrado no cérebro, o que poderia provocar uma resposta auto-imune contra o cérebro.

"Não é algo muito seguro para se fazer, eu não seria um voluntário."

Menos gordura

Os cientistas da Scripps Research Institute, da Califórnia (Estados Unidos), desenvolveram três vacinas sintéticas que reconhecem diferentes partes do hormônio ghrelin.

Quando injetadas em ratos, duas das vacinas reagiram à forma ativa do ghrelin, induzindo anticorpos contra o hormônio e bloqueando a sua ação.

Os ratos ganharam menos peso, especialmente menos gordura. A redução é associada à quantidade de anticorpos presente no organismo.

Para os pesquisadores, o resultado comprova que a imunização do hormônio ghrelin pode ser usada no controle de peso e de gordura de mamíferos.

"Nós acreditamos estar conseguindo bloquear a forma ativa do ghrelin, mas não temos como saber com certeza se esse é o único efeito", disse o principal autor do estudo, professor Kim Janda.

"O ghrelin diminui o ritmo do metabolismo, portanto, a vacina está afetando isso e também o acúmulo de gordura. Isso é um dado animador para a ciência."

Vacina humana

O professor Janda disse que o objetivo final da pesquisa é desenvolver uma vacina que promova a queda de peso em humanos, apesar de isso ainda ser uma meta difícil de se atingir.

"Ainda não é claro que a imunização ativa do ghrelin ajudará a prevenir a obesidade causada por dietas ocidentais ricas em energia e gordura ou se vai ajudar pessoas que já são obesas a perderem peso", disse Janda.

O professor Stephen Bloom disse que grandes indústrias farmacêuticas estão há anos procurando uma forma de inibir o ghrelin, mas que nenhuma tentativa havia funcionado ainda.

"Este estudo é uma importante prova de alguns princípios, mas ainda há problemas", diz Bloom.

Segundo ele, o estudo pode ser útil, caso se consiga contornar esses problemas.





Fonte: BBC Brasil

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/286256/visualizar/