Repórter News - www.reporternews.com.br
Cidades/Geral
Segunda - 29 de Maio de 2006 às 16:10

    Imprimir


A Secretaria de Estado de Saúde (Ses) realiza, no auditório da Escola de Saúde Pública, no bairro Coophema, em Cuiabá, nos dias 28 e 29 de junho, a 1ª Oficina de Socialização de Conhecimentos dos Trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo da oficina é apresentar a oportunidade para que servidores da Secretaria de Estado de Saúde que participaram de capacitações financiadas pelo Estado, durante o exercício 2005/2006, possam compartilhar os conhecimentos obtidos nas áreas de gestão do Sistema Único de Saúde. A oficina é uma parceria da Superintendência de Desenvolvimento de Recursos Humanos (SDRH) com a Escola de Saúde Pública (ESP) e a Coordenadoria de Educação em Saúde.

Todos os servidores da Saúde do Estado que participaram de seminários, congressos, especializações, doutorados, mestrados e qualquer outro curso financiado pelo Estado são convidados a participar da oficina, apresentando o resultado das capacitações realizadas.

A metodologia das apresentações poderá ser de forma oral, com pôsters, folders ou publicação na intranet da Secretaria de Estado de Saúde. Para tanto há um prazo de inscrição dos trabalhos que vai até o dia 20 de junho e podem ser feitas através do e-mail da Gerencia de Desenvolvimento de Pessoas e Valorização do Servidor (Gedeva) (www.gedeva@ses.mt.gov.br), pelo telefone 3613-5478 (a partir das 12 horas) ou pessoalmente na Superintendência de Desenvolvimento de Recursos Humanos.

A superintendente de Desenvolvimento de Recursos Humanos, Tânia Zulian Grosso disse que “a socialização dos conhecimentos adquiridos com recursos do Estado é importante para que futuras solicitações de capacitação financiada não sejam indeferidas aos interessados Essa socialização, inclusive, é estabelecida por Lei”.

A gerente de Desenvolvimento de Pessoas e Valorização do Servidor, Silvia Aparecida Tomáz, explicou que o Decreto Lei de número 4.630, de 11 de julho de 2002, estabelece o compartilhamento. “O parágrafo 2º do decreto, inciso I, explicita que o servidor, ao receber a autorização, assume o compromisso de, no âmbito de sua área de atuação, divulgar as informações e os conhecimentos adquiridos no evento”, disse.

Esse decreto foi normatizado pela Portaria de número 76, de 27 de abril de 2006, que define no seu artigo oitavo: “Para o compartilhamento do conhecimento adquirido no evento o servidor deverá cumprir pelo menos duas das seguintes metodologias: I. Encaminhar o material (livro, apostila, textos), original ou cópia, para a sua Unidade, disponibilizando informações do conteúdo das capacitações. II. Elaborar um relatório para publicação na intranet e/ou mural da unidade/setor. III. Apresentação verbal ou escrita em grupo de estudo, reunião do setor ou reuniões ampliadas com outras Unidades”.

O parágrafo 2º do artigo 8º explica que o servidor terá 60 dias, contados a partir do encerramento do evento, para encaminhar à Superintendência de Desenvolvimento de Recursos Humanos uma das três metodologias de divulgação do conhecimento adquirido.

Já o parágrafo 3º do mesmo artigo explicita: “No caso do não cumprimento do estabelecido no parágrafo anterior o servidor ficará impedido de participar de outra capacitação enquanto existir a pendência e a Superintendência de Desenvolvimento de Recursos Humanos comunicará o fato à Unidade responsável pelo controle e acompanhamento dos processos de diárias, para adoção das medidas cabíveis”.

A publicação dessas informações vem atender a um outro objetivo, que é o de alimentar o Banco de Dados da Superintendência de Desenvolvimento de Recursos Humanos da Secretaria de Estado de Saúde, instituído para o desenvolvimento da carreira do trabalhador do SUS no Estado.

“Estamos tratando aqui”, resumiu Silvia Tomáz, “de uma transição para uma nova cultura de compartilhamento de informações obtidas através de participação em especializações, mestrados, doutorados, com recursos do Estado. Pode até parecer difícil mas é necessário que o servidor seja flexível e tenha uma visão compartilhada de sociolizar o conhecimento no SUS”.

Após o término dessa primeira oficina os técnicos da Coordenadoria de Qualidade de Vida do Trabalho (Coqtra) começam a organizar a 2ª Oficina de Socialização de Conhecimentos dos Servidores da Secretaria de Estado de Saúde, que está programada para acontecer na primeira quinzena de dezembro de 2006. A coordenadora da Coqtra, Iandry Brito Torres, finalizou: “As oficinas têm como um de seus objetivos a valorização do servidor no que tange ao desenvolvimento profissional possibilitando maior integração de idéias e conhecimentos que qualificam a gestão da Saúde no Estado”.





Fonte: 24Horas News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/298177/visualizar/