Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Meio Ambiente
Quarta - 16 de Junho de 2004 às 17:29

    Imprimir


Com o tema “Águas de Mato Grosso”, foi realizada nesta quarta-feira (16), a partir das 7h45, a IV Caminhada Ecológica, evento promovido pelo Grupo de Ação e Recuperação dos Recursos Ambientais (Garra), uma Organização não-governamental (Ong), em parceria com outras 31 entidades.

A caminhada reuniu cerca de 4 mil alunos de escolas públicas e privadas da capital. A caminhada saiu do Ginásio Poliesportivo São Gonçalo e percorreu a Av. XV de Novembro até o Museu do Rio, no Porto.

De acordo com o diretor do Garra e organizador do evento, Lucélio Costa Gonçalves, o objetivo da caminhada é mostrar à sociedade e às autoridades públicas que as escolas, através de seus alunos, desenvolvem ações educacionais que estimulam nos estudantes a consciência ambiental e a necessidade de preservação do planeta.

“A água é um recurso esgotável. Se não cuidarmos do que possuímos teremos problemas de abastecimento mundial no futuro. Veja a situação do rio Cuiabá, por exemplo, que se encontra em estado lastimével.”

O Colégio Salesiano São Gonçalo (CSSG) é a escola que levará o maior número de alunos para a caminhada, com 1,5 mil estudantes. Também foi a escola que iniciou o movimento, há quatro anos, junto com a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Empaer).

Hoje, o evento cresceu e ganhou a adesão de outras instituições de ensino como as Escolas Estaduais “Barão de Melgaço” e “Liceu Cuiabano” e o Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet).

“A caminhada é um evento que vem ao encontro de nossos projetos pedagógicas, que procuram estimular nos alunos a necessidade de protegermos o ambiente em que vivemos e promovermos ações que caminhem nessa direção”, avalia a professora Derli Cleria da Silva Cezar, vice-diretora do CSSG.

Na instituição cada série desenvolve projetos na área do meio ambiente: “O CSSG e o Meio Ambiente” (5ª série), “O Pantanal” (6ª série), “Vida” (7ª série) e “Natureza Viva e Ação do Homem (8ª serie).

Um outro motivador da escolha do tema da caminhada para este ano é que a edição 2004 da Campanha da Fraternidade da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) também traz a água como foco de uma campanha nacional pela racionalização no seu consumo.

“A intensidade com que a degradação do meio natural tem atingido os seres humanos introduz a discussão sobre a necessidade de um novo modelo de desenvolvimento. Isto se verifica na produção agrícola e industrial, no planejamento da infra-estrutura de transportes e energia, no abastecimento de água e esgotos ou na organização das cidades. A escassez, a poluição e a miséria indicam a urgência de mudanças”, diz um trecho do texto-base da campanha, em seu primeiro parágrafo.

Na programação da IV Caminhada Ecológica figuraram apresentação de trabalhos escolares e diversas manifestações artísticas e culturais. O evento teve a participação do prefeito de Cuiabá, Roberto França (PPS), e do titular da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Smades), José Roberto Stopa.




Fonte: Diário de Cuiabá

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/380301/visualizar/