Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Saúde
Segunda - 24 de Maio de 2004 às 12:54

    Imprimir


Dois suspeitos de participação no esquema de fraude nas licitações do Ministério da Saúde se entregaram hoje à Polícia Federal em Brasília. Lourenço Rommel Pontes Peixoto, vice-presidente do Jornal de Brasília, e o empresário e lobista Jaisler Alvarenga são acusados de fraudes no valor de R$ 2 bilhões no esquema de desvio de dinheiro público na compra de derivados do sangue.

Até agora, dos 17 integrantes do grupo que teve prisão decretada, o único foragido é o empresário Marcos Jorge Chain. Entre os presos esta semana pela Operação Vampiro, da Polícia Federal, nove eram funcionários do ministério da Saúde.

O ministro já demitiu 15 funcionários envolvidos em fraudes na compra de hemoderivados, remédios fabricados a partir da proteína do sangue para o tratamento de doenças como a hemofilia. Entre os demitidos estão o coordenador geral de Recursos Logísticos, os titulares de cinco coordenações do setor de suprimentos.

Auditores da Controladoria Geral da República vão acompanhar e até fazer parte da nova equipe da área de licitações do ministério da Saúde. O objetivo é reestruturar a coordenação-geral de Logística, já que todos os ocupantes de cargos de chefia e outros funcionários ligados à compra de medicamentos estão sendo desligados.




Fonte: Terra

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/382953/visualizar/