Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Saúde
Segunda - 24 de Maio de 2004 às 11:44

    Imprimir


Uma combinação de terapias em ratos permitiu que medulas espinhais danificadas voltassem a desenvolver fibras nervosas. De acordo com uma pesquisadora que participou do estudo, o trabalho abre novas possibilidades de tratamento para seres humanos com lesões na medula espinhal.

Três terapias realizadas separadamente, que tinham mostrado resultados promissores em provas anteriores, foram combinadas no novo estudo de uma equipe da Universidade de Miami, segundo informa a edição dominical da revista Nature Medicine.

A terapia combinada foi idealizada pelos cientistas Damien D. Pearse e Mary Bartlett Bunge, que procuravam uma forma de superar as limitações de crescimento de células nervosas depois de uma lesão na medula espinhal.

Os pesquisadores combinaram enxertos de células com a administração de uma molécula mensageira e o medicamento Rolipram em animais com lesões na medula. Eles descobriram que a terapia ajudou a evitar que as fibras nervosas morressem e provocou o crescimento de novas fibras em áreas afetadas.

"Este trabalho abre novas possibilidades de tratamento para seres humanos com lesões na medula espinhal", disse Bunge em um comunicado. Naomi Kleitman, diretora de pesquisa de lesões na medula espinhal no Instituto Nacional de Alterações Neurológicas e Apoplexias dos EUA, disse que no futuro "deve ser possível considerar o desenvolvimento de um experimento clínico nesta área" para as pessoas afetadas.




Fonte: AP

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/382971/visualizar/