Repórter News - www.reporternews.com.br
Cidades/Geral
Sábado - 01 de Maio de 2004 às 14:42

    Imprimir


O Governo do Estado, em conjunto com a Secretaria de Infra-Estrutura, vem desenvolvendo ações para melhoria da qualidade de vida da população de Nobres (142 quilômetros de Cuiabá).Um exemplo foi dado na aplicação e execução do programa “Bolsa Material de Construção” (BMC).O governo forneceu 20 bolsas, no valor de R$ 4 mil cada para a prefeitura, que em contrapartida viabilizou a mão-de-obra para construção das moradias.

Com recursos do Fundo Estadual para o Transporte e Habitação (Fethab), 25 unidades habitacionais foram construídas em Nobres. As casas de 32 metros quadrados, divididas em sala, 2 quartos, cozinha e banheiro. O valor unitário das residências é R$ 7,5 mil. Este sub-programa inclui tanto o material de construção como a mão-de-obra.

De acordo com o secretário de Infra-Estrutura, Luís Antônio Pagot, o recurso foi depositado na conta da prefeitura de uma vez só, para facilitar a “barganha” com as empresas fornecedoras de materiais de construção, que foi de R$ 80 mil reais. “O programa tem o objetivo de atender famílias carentes, que moram em residências precárias e ganham de até um salário mínimo”, disse ele.

Para 2004 ainda está prevista a assinatura de mais um convênio para a construção de 25 casas, numa segunda etapa do programa. Outro investimento do Governo do Estado no município foi por meio do programa Pró-Reforma, para recuperação de maquinários. Foram investidos R$ 47,3 mil na reforma de máquinas que estavam desativadas no pátio da prefeitura. Neste convênio, a contrapartida da prefeitura é contribuir para a restauração e conservação das estradas estaduais.

CONVÊNIOS – O secretário Pagot destacou que o Governo está empenhado em trabalhar em parceria com os municípios e em Nobres, assinou vários convênios com a Prefeitura para a restauração de rodovias, construção de pontes de madeira e conservação de estradas vicinais.

A restauração da rodovia MT-241, trecho entre BR-163 / Sete Placas, foi orçada em R$ 32.789,80, sendo que o Governo investiu R$ 30 mil, com contrapartida de R$ 2.789,80 do município.

Já o convênio para a construção de pontes de madeira sobre os rios Saloba e Quebó, na MT-241, trecho no entroncamento das BRs -163/364 (Nobres) - Rio Cuiabá (Div. Nobres/Rosário Oeste), o Governo aplicou R$ 40 mil, a prefeitura R$ 25.620,00, totalizando um investimento de R$ 65.620,00

Nas obras do trecho no entroncamento da MT-240, o Governo do Estado e a Prefeitura investiram R$ 112 mil para restauração e conservação de cerca de 40 quilômetros de estradas vicinais. Na restauração de estrada vicinal, no trecho da MT-240 até Pantanalzinho, foram investidos R$ 60 mil do Governo e Prefeitura. “Esses convênios fazem parte da política adotada pelo governo Maggi, de estabelecer parcerias com os municípios, propiciando o desenvolvimento sócio-econômico dessas regiões”, disse o secretário de Infra-Estrutura, Antônio Pagot.

NOBRES – Localizada a 146 km de Cuiabá, com acesso pela BR-153, o município de Nobres tem como atrativo a grande quantidade de rios de águas cristalinas, o que faz da cidade um pólo eco-turístico.

A atividade econômica do município destaca-se pela indústria de cimento e calcário, além da pecuária no sistema de cria, recria, corte e leiteira. A agricultura é variada, com predominância para o cultivo de arroz, milho e lavouras de subsistência. Há culturas perenes.

A região do atual município de Nobres foi ponto de passagem, no início do movimento garimpeiro em Mato Grosso, no sentido sul /oeste, que começou em 1747, entre Cuiabá e Diamantino. É território habitado imemorialmente por povos indígenas da etnia Bakairí.

Nobres é região rica em belezas naturais, destacando-se as cachoeiras do Tombador, do Bananal, grutas como a Azul, Gruta do Saloba, Gruta da Cerquinha, Gruta da Pedra Grande, Gruta Duto do Quebó, além de Mergulho no rio Saloba.

O município de Nobres se formou à base de três sesmarias: Bananal, Francisco Nobre e Pontezinha. Do nome Nobre nasceu a denominação destinada a perdurar. O termo, usado no plural, designa as pessoas da família Nobre: Os Nobres.

Na divisão territorial do Estado de Mato Grosso, de 31 de dezembro de 1936, o povoado de Nobres aparece como distrito do município de Rosário Oeste, sendo que mais tarde, em 1943, também dá-se como o ano de criação do distrito de Nobres, jurisdicionado ao mesmo município de Rosário Oeste. O povoado de Nobres conheceu a primeira usina hidrelétrica construída no estado de Mato Grsso, atualmente desativada.

O município de Nobres foi criado em 11 de novembro de 1963, com território desmembrado dos municípios de Rosário Oeste e Chapada dos Guimarães. A instalação oficial ocorreu no dia 1º de janeiro de 1964, com a posse do primeiro prefeito municipal nomeado.

Nobres teve seu desenvolvimento acentuado devido aos projetos de colonização no estado de Mato Grosso. Sua atividade industrial às margens da BR-364 fortalece a economia municipal, pois é o maior produtor de calcário e cimento da região Centro-Oeste.




Fonte: Secom-MT

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/384364/visualizar/