Repórter News - www.reporternews.com.br
Cidades/Geral
Quarta - 28 de Abril de 2004 às 17:04
Por: Neusa Baptista

    Imprimir


Os setores da economia (cadeias produtivas) a serem desenvolvidos em 2004 pelo Programa de Desenvolvimento Regional (MT Regional) serão definidos hoje em reunião entre a equipe coordenadora e executora do programa e os técnicos das secretarias de Estado. A secretária-adjunta de Ciência e Tecnologia, Jackeyline Mapurunga e o consultor do programa, Mário Bracht, estarão presentes à reunião.

Além da escolha das cadeias a serem desenvolvidas, a reunião tem também o objetivo de apresentar MT Regional aos técnicos que ainda não o conhecem e escolher os membros do Conselho Técnico e os gerentes regionais do programa, além de definir a agenda das reuniões regionais. Também serão definidos os grupos de trabalho do programa, que serão focados em Gestão e Capacitação de Recursos Humanos, Inovação e Desenvolvimento, Assistência Técnica, Fomento e Mercado/Comercialização/Feiras.

PROGRAMA - O MT Regional é um programa de Governo que congrega todas as secretarias de Estado, cujo objetivo é organizar e estimular o desenvolvimento das cadeias produtivas (conjunto de etapas pelas quais passam e se transformam os diferentes insumos). Isso será feito por meio da sincronização das ações das secretarias, o que evitará, por exemplo, a sobreposição de projetos ou programas sobre o mesmo tema e na mesma região. Este ano serão priorizadas quatro regiões: Baixada Cuiabana, região de Alta Floresta, região de São Félix do Araguaia (Baixo Araguaia) e a de Juína. Em 2005, será a vez das regiões de Juara, Cáceres e Barra do Bugres e em 2006 das de Barra do Garças, Rondonópolis e Sinop.

O programa identificou, com base em diversos levantamentos feitos pelas secretarias e fóruns regionais, algumas vocações produtivas que hoje serão selecionadas para o desenvolvimento do trabalho. Na região de Cuiabá e Várzea Grande, as principais cadeias produtivas identificadas foram as de turismo, hortifruticultura, piscicultura, amidos (milho, mandioca, arroz).bovinocultura (carne, leite, couro) e silvicultura. Já na região norte (Alta Floresta e Portal do Amazonas), além do amido, da bovinocultura de corte, da silvicultura e do turismo, o cacau, o café, o feijão, o coco, a madeira, a castanha, a criação de aves e pequenos animais e a apicultura também se destacaram como fortes vocações.

ARAGUAIA – Na região do Baixo Araguaia, além das culturas identificadas nas outras regiões, destaca-se a cultura da mamona, a avicultura e a suinocultura, além da cana-de-açúcar e do gado de leite. A agropecuária orgânica foi vocação de destaque na região de Juína, além da madeira, da bovinocultura de corte e de leite, do turismo, da piscicultura e da mandioca.

A Secitec e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural (Seder) são as coordenadoras executivas do MT Regional, cuja coordenação geral é da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan). A reunião acontece na sala de treinamento da Seplan.




Fonte: Redação Secom - MT

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/384598/visualizar/