Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Saúde
Quinta - 22 de Abril de 2004 às 08:38
Por: Patrícia Casali

    Imprimir


Cento e seis médicos que fazem parte do corpo clínico assumem oficialmente a administração da Santa Casa de Misericórdia. O hospital estava sendo provido pelo Rotary Clube há 36 anos. O acerto feito ontem à noite repassa aos médicos o ativo e o passivo da Santa Casa.

A crise no hospital foi instaurada após parte dos serviços ser passada para os hospitais Regional e Municipal. Com os serviços, transferiram-se também os convênios que garantiam cerca de R$ 330 milhões por mês. Atualmente, apenas um convênio de R$ 67,9 mil está sendo mantido com o Governo do Estado.

“Com a administração nas mãos dos médicos, poderão ser abertas as portas para novas negociações com o Governo do Estado e o Município”, disse o presidente do Rotary, Nelson Pereira Lopes. Ele enfatizou que pessoalmente atribui os problemas da Santa Casa a questões políticas. “Deixamos a Santa Casa com a certeza do dever cumprido, mas entregamos o hospital para a sociedade”, ressaltou.

A Santa Casa possui uma dívida estimada em R$ 5 milhões, a maior parte dela referente a compra de equipamentos de saúde para atender a pacientes do SUS e dívida com pessoal.

O hospital é considerado de referência no Sul do Estado com especialidade em atendimento de gestante e de doenças cardíacas.

Os médicos que estão à frente das negociações, Jaeder Pereira Filho e Lamberto Henry, não foram encontrados para falar sobre o assunto.




Fonte: 24 Horas News/Rondonópólis

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/385317/visualizar/