Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Educação/Vestibular
Segunda - 05 de Abril de 2004 às 13:18

    Imprimir


A organização do Fórum Mundial de Educação São Paulo, que aconteceu de quinta-feira (1) a domingo (4), estimou em 100 mil o número de participantes do evento. A previsão era de 60 mil.

O tema central foi Educação Cidadã para uma Cidade Educadora. Dos debates, foram estabelecidos 15 pontos que deverão ser incorporados à Plataforma Mundial de Educação.

O evento em São Paulo foi preparatório para o Fórum Mundial de Educação, que acontecerá em julho, em Porto Alegre.

As conclusões são:

1. Desmercantilizar a educação e garantir a sua natureza pública. 2. Tornar a cidade um espaço intencionalmente educativo. 3. Trazer para o currículo e para a escola o conhecimento e as experiências da cidade, do campo e de suas comunidades. 4. Incorporar ao currículo a leitura da cidade, do campo e do mundo, realizada pelos educandos e educandas, a partir de suas identidades culturais. 5. Combater a manipulação do conhecimento da comunidade como instrumento de exclusão social. 6. Ampliar os espaços de inter-relação entre comunicação e educação por meio das experiências de produção dos meios de comunicação nas escolas a partir de uma perspectiva de gestão democrática. 7. Priorizar e ampliar os recursos públicos para a educação, concebida como dever do estado. 8. Desenvolver a pedagogia da participação democrática consolidando o caráter público dos espaços educacionais da sociedade. 9. Incentivar a formação permanente e sistemática dos trabalhadores e das trabalhadoras da educação como uma das condições de construção do conhecimento. 10. Educar para a sustentabilidade de modo a articular as diferenças ambientais, sociais e culturais, preservando a singularidade dos sujeitos. 11. Garantir a cultura como foco de mediação permanente nas instâncias educativas e combater a sua massificação e mercantilização. 12. Reconhecer a concepção de escola pública, popular e cidadã como parte do processo de construção de uma cidade educadora. 13. Reconstruir a universidade pública, garantindo sua autonomia e sua qualidade social na produção e na irradiação do conhecimento. 14. Reconhecer a criança e o jovem em todas as suas identidades sociais como agente criativo, criador, crítico e participante da construção do conhecimento na cidade educadora. 15. Garantir o direito ao acesso e à permanência, em condições cidadãs, aos deficientes na cidade educadora.




Fonte: Folha Online

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/386997/visualizar/