Repórter News - www.reporternews.com.br
Esportes
Sábado - 07 de Abril de 2012 às 18:16

    Imprimir


O ex-piloto de Fórmula 1 Damon Hill, voltou a expressar sua opinião sobre a realização do GP do Bahrein e disse que a categoria não pode ser indiferente com a situação em que o Bahrein está vivendo.

Para o campeão mundial de 1996, os dirigentes da Fórmula 1 não devem agir como não se importam com os problemas já apresentados. Uma nova onda de protestos nas ruas e o foco de todo o mundo sobre o destino do ativista preso Abdulhadi Alkhawaja, que ficou em greve de fome por 58 dias têm que serem levados em conta.

- Acho que o momento está esquentando, o que não é um bom estado das coisas querendo ir para o Bahrein, quando a situação está ficando realmente mais inflamada. Temos o presidente dos direitos humanos Alkhawaja em uma situação série, com duas semanas para a corrida. É um apelo muito difícil e minha preocupação é que a F-1 parece ser indiferente, e isso seria muito prejudicial para a categoria - explicou Hill.

O britânico já mostrou sua posição contrária a corrida e chegou a receber o apoio do parlamentar Richard Burden, que gostaria que o GP do Bahrein fosse cancelado, devido à instabilidade política.

O Grande Prêmio do Bahrein está marcado para o dia 22 de abril, uma semana após o GP da ChinA.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/54793/visualizar/