Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Saúde
Sábado - 29 de Outubro de 2011 às 18:36

    Imprimir


Vera Rosa, de o Estado de S. Paulo, e Francisco Carlos de Assis, da Agência Estado

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vinha reclamando, há algum tempo, de um incômodo na garganta, mas até quinta-feira, quando comemorou seus 66 anos, ele ainda não sabia que estava com um tumor na laringe.

O cardiologista Roberto Kalil, que participou da celebração, chegou a brincar com o ex-presidente. "De amanhã você não me escapa", disse o médico. Kalil é um dos coordenadores da equipe médica que atendeu Lula na manhã deste sábado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

O ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, afirmou que a notícia sobre a doença do ex-presidente deixou todos do governo Dilma Rousseff "abatidos e preocupados".

"Mas Lula tem uma energia e uma força muito grande e estamos confiantes que ele conseguirá superar essa fase e tocar a vida", disse Carvalho, que foi chefe de gabinete do ex-presidente e é amigo de Lula há mais de 30 anos.

Rouquidão

 

O ex-presidente teve uma rouquidão repentina nessa sexta-feira e telefonou para Kalil, que o aconselhou a ir ao hospital Sírio Libanês para exames, informou o assessor de Lula, José Chrispiniano. Lula fez alguns exames ontem mesmo e voltou para o seu apartamento em São Bernardo do Campo.

Hoje cedo, o ex-presidente voltou ao hospital para dar continuidade aos exames. O hospital emitiu boletim médico informando que o ex-presidente teve diagnosticado um tumor na laringe e que começará a fazer quimioterapia na segunda-feira.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/70858/visualizar/