Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Educação/Vestibular
Sexta - 16 de Dezembro de 2005 às 09:52

    Imprimir


O Programa Universidade para Todos (ProUni) irá oferecer 130 mil bolsas para 2006, um acréscimo de 18 mil em relação às 112 mil da primeira edição. Do total, pouco mais de 87 mil estarão disponíveis para o primeiro semestre. Destas, 60.140 são integrais e 26.988, parciais, no valor de 50% da mensalidade.

O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, que prevê um aumento de 100% no número de inscritos, em relação aos 340 mil do ano passado. "Esperamos que o número de inscrições pelo menos dobre."

O ministro destacou, ainda, o desempenho dos alunos do ProUni, que têm melhores notas e menor evasão que os demais, conforme estudos das instituições. "Isso ocorre porque os estudantes que receberam esta oportunidade se dedicam para não deixá-la escapar", observou.

Até o momento, 1.080 instituições de todo o país aderiram ao programa. O prazo estava estipulado para a última sexta-feira (9), mas o MEC o prorrogou até o fim de semana, porque apurou que 166 instituições que iniciaram o processo de adesão não o concluíram. Portanto, o número deve aumentar.

Pode se candidatar ao ProUni o estudante que tiver participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) referente ao ano de 2005 e obtido média de, no mínimo, 45 pontos. Não são consideradas as notas de exames anteriores. Os resultados são usados como critério para a distribuição das bolsas. Assim, os estudantes que obtiverem as melhores notas no Enem terão mais chance de escolher o curso e a instituição.

Ao realizar a inscrição, o candidato terá cinco opções de cursos e instituições, podendo mudar a sua escolha até o último dia 2, quando encerram o prazo para as inscrições, que são feitas exclusivamente pela internet.




Fonte: RMT Online

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/330168/visualizar/