Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Educação/Vestibular
Quinta - 08 de Abril de 2004 às 10:21
Por: Ana Assumpção

    Imprimir


Incentivar o esporte, o lazer e tirar nossas crianças da rua, este é o propósito do programa Escola Atrativa com o projeto "Abrindo o Jogo". A Escola Atrativa é o novo lançamento da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), que pretende transformar a escola, motivar os alunos, e atrair a comunidade.

O projeto vai abrir as portas das escolas para que todos tenham a oportunidade de, inclusive aos finais de semana, praticarem esportes e se divertirem, melhorando assim a integração entre a comunidade e tirando as crianças da rua.

Atualmente algumas escolas estaduais já desenvolvem projetos esportivos. É o caso da Escola Estadual Nilton Alfredo de Aguiar, que oferece aulas de Judô; da Escola Estadual.Leovegildo de Melo, que atua com escolinhas de futebol de salão, vôlei e tae-kow do, ambas localizadas em Cuiabá; e a Escola Estadual Pindorama, localizada em Rondonópolis, que oferece karatê olímpico. Porém, todas trabalham sem o acompanhamento e auxílio da Seduc.

Cada escola poderá escolher a atividade que deseja realizar, seja lutas esportivas, capoeira, futebol ou qualquer outro esporte e até mesmo oficinas de arte. Para incentivar os alunos, jogos e competições serão promovidos pela Seduc em parceira com a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel).

De acordo com a superintendente de Ensino e Currículo, Zileide Lucinda dos Santos, novas quadras poliesportivas serão construídas, muitas serão reformadas e adequadas para melhor desenvolvimento do projeto. "A Seduc vai ceder todo o apoio financeiro, material e pessoal e a orientação pedagógica, de acordo com a necessidade da escola. A meta é concluir o projeto até 2006", disse.

A secretária de Estado de Educação, Ana Carla Muniz, informou que a Secretaria, com a implantação do projeto, pretende resgatar a credibilidade do ensino público e aproximar a comunidade da escola. Ela revelou ainda que os professores deverão receber formação continuada para fazer esse atendimento especializado.

"Além de contribuir para diminuir a violência, já que as crianças passarão mais tempo na escola e, conseqüentemente, menos tempo na rua, o projeto também poderá ser o celeiro de novos craques, que vão brilhar em nosso Estado", finalizou a secretária.




Fonte: Secom-MT

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/386614/visualizar/