Publicidade
Repórter News - www.reporternews.com.br
Educação/Vestibular
Segunda - 30 de Novembro de 2020 às 16:08

    Imprimir


Foto por: Lygia Lima

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) inaugurou na última sexta-feira (27) o Centro de Inovação Redes inteligentes e Soluções Criativas (Risc). Com presença de empresários, autoridades acadêmicas e prefeito municipal, a solenidade atendeu a todos os protocolos de distanciamento social que a pandemia exige.

O prédio localizado no Câmpus Jane Vanini, tem carca de 450 metros quadrados de área construída. A estrutura segue o conceito de sustentabilidade, sendo todo feito com conteiners reutilizados. O prédio é fruto de parcerias entre a iniciativa privada órgãos públicos conseguidos por meio de aprovação de projetos desenvolvidos por professores ligados ao Centro e intermediados pela Fundação de Apoio ao Ensino Superior Público Estadual (Faespe).

O reitor da Unemat, professor Rodrigo Bruno Zanin que participou da inauguração destacou o quanto esse espaço pode contribuir com a sociedade, aproximando a universidade da população. “Estamos vivendo um momento difícil, mas nesses tempos percebemos que devemos dar impotância a tecnologia, e esse espaço é um local privilegiado para fazermos parceiros em todo o mundo a partir da tecnologia. Também temos que agradecer e parabenizar a iniciativa que os professores e o câmpus da Unemat em Cáceres fez para fazer a diferença e trazer a iniciativa privada para junto da universidade a assim construir essa parceria”, afirmou.

O coordenador do Risc, professor Robson de Melo, lembrou que esse é um momento de gratidão, gratidão aos professores, aos parceiros tanto da iniciativa privada como da Prefeitura, a direção do câmpus e reitoria, mas sobretudo, gratidão aos alunos, que se juntam e fazem a diferença na realização desse sonho. “Queremos que nesse novo ambiente, vocês possam conhecer e colaborar para devolvermos a sociedade um pouco da confiança que é depositada na universidade”, afirmou.

O prefeito de Cáceres, Francis Maris Cruz, enfatizou que sempre foi parceiro da ideia. “Não só a prefeitura foi parceiro, mas também eu e a minha empresa, somos parceiros e vamos continuar apoioando esse iniciativa. Sabemos que a tecnologia é primordial, e as empresas que não acompanhar esse processo está fadada a não existir em breve”, disse.

O presidente da Fundação Faespe, Valter Gustavo Danzer, destacou e parabenizou os professores pela iniciativa de buscarem projetos a fim de viabilizar esse espaço, mas também a direção da universidade por apoioar e acreditar, mas sobretudo a prefeitura, que acreditou na universidade e firmou convênios, que trouxeram bons frutos tanto para a universidade como para sociedade cacerense como um todo.

Empreendedorismo e inovação:

O novo espaço é um ambiente destinado a promoção da inovação, tecnologia e empreendedorismo . A ideia é que o local atenda tanto a comunidade acadêmica como a sociedade como um todo. Os atendimento presenciais só devem começar após esse período de pandemia, e no local os interessados podem pedir auxilio, assessoria, e mentoria, além de servir de local de incubação de projetos e fomento ao empreendedorismo e a inovação tecnológica.

Estrutura física:

O Risc, tem cerca de 450 metros quadrados área construída, e cerca de 400 metros quadrados de área externa. O espaço conta com um auditório com capacidade para até 100 pessoas; laboratório de desenvolvimento, que vai permitir até 30 pessoas trabalhando; sala de reunião e vídeo conferência; sala de uso compartilhado, uma espécie de co-working para atendimento a comunidade que necessita de atendimento e mentoria; sala para orientações e atendimento individualizado, além de uma sacada ou área de descompressão, destinada a atividades mais recreativas. , uma espécie de terraço.

Atendimento:

O Risc também será o ponto de apoio ao empreendedorismo e Inovação da mesorregião centro-sul de Mato Grosso, que compreende 17 municípios. O local servirá como ambiente físico e virtual de incentivo à inovação e ao empreendedorismo para a promoção, o desenvolvimento e a realização de negócios e empreendimentos inovadores em redes inteligentes e soluções criativas.

“Esse atendimento que se estenderá para além da população de cáceres, mas deve beneficiar moradores de 17 cidades só é possível, graças ao financiamento de um projeto inovador pela Fundação de Amparo a Pesquisa de Mato Grosso, que abriu edital específico para as diferentes regiões de Mato Grosso a fim de apoiar os empreendedores, principalmente no almejam no período pós-COVID19”, explica.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/439417/visualizar/