Repórter News - www.reporternews.com.br
Educação/Vestibular
Quinta - 01 de Março de 2012 às 09:05

    Imprimir


O número de mestres e doutores atuando nas instituições de ensino superior aumenta a cada ano em Mato Grosso. Isso é possível com a ampliação na oferta de cursos. Nos últimos 3 anos, o crescimento dos programas realizados pela Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) foi de 79%. Uma das novidades foi a oferta de vagas nos campi do interior. A pró-reitora de Pós-graduação, Leny Caselli, destacou que a meta da instituição é ampliar este número. "Desenvolvendo as pesquisas em suas regiões, os docentes podem, depois, continuar atuando na área e contribuindo com suas cidades".

Além de Sinop, Rondonópolis oferece 3 cursos de mestrado e o campi do Araguaia outros 2. Em todo o Estado, são 40 cursos, sendo 7 de doutorado. Hoje, 91% do quadro docente da Universidade Federal possui uma das duas titulações. Somente doutores são 823, a maioria. "Com o aumento no quadro de doutores é possível ampliar ainda mais o número, já que são eles quem formam os novos mestres e doutores. Além disso, avançamos na pesquisa e na qualidade do ensino".

O último curso aprovado para o campus de Sinop foi de Ciências Ambientais, na área de concentração em Biodiversidade e Bioprospecção. O início das aulas está previsto para 19 de março.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://www.reporternews.com.br/noticia/57944/visualizar/